segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Novidades!

Boa tarde a todos, 



Depois do meu regresso estava muito entusiasmada para partilhar convosco, todo um percurso de 3 anos cheio de novos projectos e grandes desafios. Na verdade foi uma altura de muita mudança! Como vos tinha dito mudei de casa e apesar de continuara viver na Suíça, agora estou numa cidade chamada Monthey, mais animada de gentes e locais... vivo com o meu Maridão num chalé lindo de madeira e tenho um novo e fiel Amigo... o meu carinhoso cão Taze (Labrador Retriever). 
Entretanto também conquistei um espaço de trabalho... é que antes trabalhava numa secretária no meu quarto onde tinha feito um pequeno espaço só para as minhas coisas. Gosto bastante de organização mas ficavava complicado manter tudo sempre em ordem. Para quem é artesão percebe até melhor do que estou a falar porque nesta profissão lida-se sempre com muito material diferente... imaginem na área de bijuteria, com missangas de todas as espécies e tamanhos, arames, fios variados, fechos, alicates. Agora tenho um pequeno Atelier de trabalho só com as minhas "tralhas" e a que chamo "o meu cantinho"! Lindo de se ver! Parece até uma pequena loja só não tem porta aberta para o publico, mas quase que parece porque já posso receber de maneira personalizada as minhas clientes e acreditem isso faz toda a diferença! Mudança de casa, espaço novo... tudo a correr bem até que percebo que a minha "porta para a rua" ou seja o blog, estava perdido! Por essa altura ainda estava muito ligado aquilo que melhor conhecia e que eram as feiras e contactos em Portugal. Costumava dizer a brincar que vivia na Suíça mas trabalhava em Portugal. Fazia as minhas colecções de bijuteria, ensacava tudo e duas vezes por ano, férias de verão e Natal, lá ia eu carregada com tudo quanto podia levar, para tentar ao máximo aproveitar estas únicas oportunidades e fazer algumas feiras por lá. Na verdade poderão até perguntar-se porque estando eu na Suíça não aproveitava para explorar novas oportunidades mas na verdade apesar de algumas tentativas não foi nada fácil. A falta de conhecimentos de pessoas ligadas à área e que me relacionassem com novas oportunidades de venda, o pouco domínio da língua francesa e até mesmo o meu estilo muito próprio de bijuteria, terão contribuído para isso. A mulher suíça em geral é uma pessoa discreta no uso destes acessórios, coisas muito simples mas de boa qualidade, em geral peças de joalharia mais do que de bijuteria. Nós as mulheres portugueses somos mais vaidosas, mas no bom sentido, gostamos de andar mais enfeitadas, com peças alegres e distintas, assim como as francesas, as italianas... Acho que é uma coisa nossa, tem muito a ver com um estilo latino, mais ostensivo e alegre. Por outro lado e na mesma altura, a crise começou a instalar-se em Portugal e as vendas começaram a baixar muito. Via-se a cada dia o poder de compra das pessoas a baixar. Nas feiras apareceu um "mar de gente", pessoas que perderam os seus empregos e que viam ali uma possibilidade de venda. Aliavam alguma habilidade e faziam uma última tentavam desesperada de ganhar dinheiro. Nessa tentativa de sobrevivência perdeu-se também muito do que era verdadeiramente artesanal e genuíno. Apareciam muitas pessoas com peças compradas, principalmente bijuteria barata, o que não permitia uma concorrência justa entre quem fazia tudo à mão e aqueles que compravam já tudo feito. A bijuteria tornou-se a opção mais fácil, a mais instigada... até já quase ninguém lhe ligar e deixou de ser valorizada! Procuravam-se coisas baratas, comparava-se tantas vezes os nossos trabalhos à bijuteria dos chineses de baixo custo e regateavam-se preços... como se essa comparação fosse possível! Estava encurralada... Portugal sem oportunidades, Suíça sem opções na minha área!
Mas a vida é isso mesmo, uma renovação constante e é quando nos sentimos por momentos sem qualquer saída, que o mundo se abre para nós! Já diz um ditado muito antigo " a necessidade aguça o engenho"...  quando deixamos de ter medo porque já não temos nada a perder, tornamo-nos mais arriscados! 
Assim tive de reavaliar novas opções e desta vez considerar que se vivia na Suíça tinha que arranjar aqui o meu mercado de oportunidades. Se a bijuteria não era o mais apreciado, tinha que desenvolver um novo projecto que fosse mais de encontro aos gostos das pessoas locais. Deste modo nasceram... as "Tidys", bonequinhas personalizadas, direccionadas para crianças e jovens! Na verdade este projecto que surgiu, sempre viveu de certa forma em mim. Desde muito cedo adorava desenhar bonequinhas de longos cabelos encaracolados e olhos grandes. Isto aliado ao facto de ao longo da minha vida ter sempre estado muito ligada a crianças fez nascer o projecto que desde 2012 até ao momento, tem preenchido em pleno a minha área de trabalho. 
Neste momento faço as bonecas/os em acessórios de carácter utilitário para decoração de espaços infantil/juvenil e felizmente tem tido tanto sucesso que até mesmo adultos se encantam com as peças.  
Mas afinal do que falo eu concretamente? Quando a essa resposta acho que só mesmo vendo para que cada um possa ter a sua própria ideia.
Para isso nada melhor do que visitar o meu Site http://artdecreer2012.wix.com/astride
Hoje deixo-vos aqui um exemplar de um trabalho recente feito para o dia dos namorados...
Caso queiram entrar em contacto comigo para saberem pormenores dos trabalhos, preços ou mesmo como proceder às encomendas já actualizei aqui no blog todos os contactos. Eu prometo voltar e colocar também aqui mais novidades, até sempre,

Astride


Comoda para Bijuteria - Anicia a "Fadinha do Amor"
(modelo mais juvenil)







Sem comentários:

Enviar um comentário