quarta-feira, 13 de maio de 2015

Feira de Artesanato em Landeron (Suíça)


Olá a todos,

Sendo este espaço o meu Atelier de trabalho on line, faço questão de partilhar convosco todos os aspectos que envolvem a minha atividade e isso inclui algumas experiências na participação de feiras e eventos ligados ao artesanato. Toda a preparação para a participação numa feira envolve muito trabalho de bastidor e que muitas vezes passa despercebido aos olhos do cliente, para quem tudo deve estar perfeito quando nos "visita" no Stand. Por isso é muito importante a escolha dos trabalhos que vamos querer promover porque não está apenas em causa a venda das peças, mas também a projeção que cada uma poderá ter quer seja numa casa de família, numa loja, etc.
Assim eu pessoalmente reservo sempre uma parte da coleção com novos trabalhos e de preferência que sejam uma completa novidade. Muito embora as minhas peças sejam sempre bastante apreciadas, os clientes que já me conhecem voltam para vistar-me na expectativa de verem algo diferente e eu tento sempre surpreende-los. Outro aspecto importante é a apresentação do espaço que deve ser acolhedor e convidativo de modo a atrair quem passa. Visualmente procuro estabelecer uma harmonia entre a disposição dos trabalhos que devem estar se possível distribuidos em diferentes planos, para deste modo poderem sobressair individuamente. Procuro também algum equilíbrio entre as cores e os diferentes acessórios para que visualmento tudo possa ser mais agradável e apelativo. Muito importante é também a parte do Marketing ou seja, toda a projeção que possa ser feita para levar o nosso nome mais além, de modo a ser o mais publicitado possível quando o trabalho é levado para outro espaço. Para além das etiquetas que ajudam a identificar os preços, uso igualmente uma etiqueta autocolante na base de cada trabalho e em ambos os casos constam todos os contatos da empresa. Deste modo numa qualquer visita a casa de uma pessoa que tenha adquirido um trabalho meu, fica mais fácil partilhar de onde veio ou mesmo quem fez. Os cartões de apresentação são igualmente úteis porque facilmente são guardados na cateira e podem ser divulgados entre Amigos. Por vezes faço panfletos informativos ou com promoções que ajudam igualmente na divulgação. Depois há todo um conjunto de pormenores que possam marcar a diferença, como um saco atrativo a embalar o trabalho, uma chapinha com o nome da Empresa agarrada a um laço decorativo, uma pequena atenção no preço quando o valor da compra justificar, um atendimento personaliado para cada cliente ... aquilo que a imaginação ditar e que possa ajudar o cliente a relembrar-se fácilmente de quem somos e o que fazemos, porque eles satisfeitos são sempre o melhor veículo a uma boa publicidade do nosso trabalho! Depois desta primeira fase temos a feira própriamente dita. O tempo (metereologico), o local onde vamos ficar posicionados, o ambiente...tudo isso pode condicionar o nosso dia. Culturalmente aqui na Suíça, o trabalho artesanal é muito apreciado e reconhecido o que nos dá um grande incentivo.
Por fim e falando um pouco da última feira que participei deixo-vos o meu testemunho como tudo pode ser uma grande aventura. Depois de várias semanas de trabalho intenso para apresentar uma maior e mais variada opção de peças, poucas horas se sono dormidas, muita tensão para arrumar todo o material na carrinha e cerca de uma hora de viagem, eis que chegamos Landeron e o tempo surpreende-nos com ar chuvoso e sol envergonhado. Felizmente tinha como companhia o meu maridão e o meu mano que está a passar uns dias connosco. Não desanimamos e como não fazia frio nem chuvia lá fomos montando o Stand sem grandes proteções. Com o tempo pouco convidativo a manhã passou-se tímida e com pouco movimento de clientes. Landeron é uma vila de aspecto medieval e muito charmosa o que já por si encanta. A distribuição dos artesãos em redor de uma ampla praça sem transito e bastante espaçosa, acompanhada de música ambiente tocada ao vivo, animou o convívio entre colegas e acabou por preencher de forma agradável essas primeiras horas. O dia decorria sem vendas mas também sem percalços quando se levantou do nada uma ventania assustadora. Entre olhares incrédulos começamos a reparar nos trabalhos a abanar mas sempre na esperança que fosse passageiro. Sem que tivessemos tido tempo para qualquer tipo de reação vimos temerosos acontecer os nossos piores receios... eis que começam a cair trabalhos para o chão, uns partem-se, outros ficam enlameados... entrei em choque!! Poucas horas de sono, o cançaso dos dias anteriores a tomar conta de mim, sem vendas até ao momento e .... só faltava ainda ter preuizo! Pensei desistir....mas como sou filha de uma mulher guerreira pensei que se já estava ali ia ficar até ao fim. Tudo serve como experiência e esta foi mais uma lição. Aqui na Suíça o tempo é muito inconstante e por isso também se usam as tendas em vez dos frágeis chapéus de sol. Nós até fomos prevenidos com as cortinas laterais da tenda, pesos para as "pernas" da estrutura da tenda... não fosse o tempo nos surpreender... mas como estava calmo não montamos nada disso! Lição apreendida!!! 
Aqui faça chuva ou faça sol temos de nos prevenir desde logo e se as coisas piorarem já está tudo nos devidos locais. Foi um alvoroço!! Tivemos de mudar a disposição das bancadas para poder colocar uma lateral contra o vento e assim proteger mais os trabalhos e ao mesmo tempo não privar a visão de quem passasse, recuamo-las um pouco para estarem mais abrigadas, eliminamos parteleiras para os artigos não estarem tão altos, colocamos mais peso nas "pernas" das estruturas...
Foi como um recomeçar em todos os sentidos! Aquela lufada de vento trouxe-nos um novo ar que afastou nuvens, despertou o sol e convidou mais pessoas a saírem de casa ... e acabarem por comprar no nosso Stand! Felizmente tudo acabou em bem e o nosso esforço foi compensado!!
Até breve...























terça-feira, 10 de março de 2015

Lojas e Sites na Suiça onde comprar material de Biscuit ou Porcelana Fria

Olá a todos,

Depois de vários pedidos sobre onde adquirir aqui na Suíça os materiais de Biscuit ou Porcelana Fria, resolvi deixar-vos alguns locais na parte da Suíça Francesa e perto da minha zona de residência, que são normalmente onde faço as minhas compras:

Coop Brico + Loisirs
Collombey
Route du Montagnier
1868 Collombey

RUE DES ARTS
Rue du Coppet 2
1870 Monthey

Jumbo Monthey
Chemim des Dailles 15
1870 Monthey
www.jumbo.ch

Coop Brico + Loisirs
Crissier
Chemin de Saugy 1
1023 Crissier

Hornbach
Chemin du Pré-Neuf
1844 Villeneuve

Alguns artigos encomendo pela internet nestes dois sites que acho de grande confiança:

- Opitec - http://ch.opitec.com/opitec-web/st/Home

- Creaclic - http://www.creaclic.ch/fr/

Espero que possa ajudar, até breve,

Astride

segunda-feira, 9 de março de 2015

4ª Aula - Ferramentas para trabalhar a massa Biscuit ou Porcelana Fria

Olá a todos,

Depois de termos feito a nossa massa e tingido com as cores escolhidas, estamos em condições de começar a trabalha-la. As mãos serão sem dúvida a nossa melhor ferramenta para dar forma à massa mas existe no mercado, em geral em lojas de material para artesanato, um grande número de utensílios que nos poderão ajudar muito. O que vos deixo aqui é apenas uma orientação num vasto leque de ofertas que existe hoje em dia, sendo uma escolha pessoal entre aquilo que uso. As imagens são escolhidas para identificarem um determinado material e não por opção de uma qualquer marca. Cada um deve procurar os melhores preços e o que mais se vai adequando a cada trabalho.
Uma nota importante é nunca esquecerem que antes de começarem a fazer qualquer coisa com a massa, esta deve ser sempre sovada ou seja amassada entre os dedos e a palma da mão, de forma continua e até ficar macia.


SUPERFICIE LISA E NÂO ADERENTE:

A superfície onde trabalhamos é de extrema importância já que tem de ser uma superfície que não cole à massa. Existem placas antiaderentes de silicone, metal ou PVC, mas podemos sempre improvisar com material já existente em casa, como por exemplo usando uma tábua de carne de plástico bem lisa (de preferência de polipropileno). se precisar de lubrificar a tábua use lustre para móveis e deixo-o secar bem antes de abrir a massa. Existem outras superfícies não aderentes como a pedra da cozinha em mármore ou granito ou ainda materiais como o azulejo ou o vidro. 

UTENSILIOS PARA ABRIR A MASSA:

A massa Biscuit deve ser esticada até atingir uma espessura uniforme. Para isso usamos um rolo que não cole à massa e que pode ser de plástico, acrílico ou mesmo improvisado com um tubo de PVC. Existem ainda à venda uma variada opção de rolos com texturas que ajudam a criar diferentes aspetos decorativos na massa. Outra opção de grande utilidade é o cilindro para massa e que ajuda a criar diferentes espessuras.




Consegue-se obter uma determinada espessura como já referi, abrindo a massa com o rolo e isso deve ser feito sempre do meio para a extremidade (sentido para a frente), virando a massa do lado contrário e repetindo a operação até obter a altura desejada. Eu utilizo uma técnica e que me tem ajudado muito que é usar réguas laterais de espessura igual (as de fazer bolachinhas), coloco a massa no meio e passo o rolo por cima das réguas. Tenho de diferentes espessuras e improviso outras como por exemplo para a massa muito fininha, uso dois cartões de plástico tipo cartão multibanco.


JOGO DE ESTECAS E BOLEADORES:

Estecas


As estecas são ferramentas usadas para marcar e decorar o trabalho e podem ser encontradas facilmente em lojas de artigos para artesanato. Existem diversas opções de estecas com diferentes pontas e que marcam de diferentes formas. Os boleadores são de diferentes tamanhos e são usados para fazer marcações de olhos e cavidades.


 Boleadores



CORTADORES:

Os cortadores existem igualmente para nos auxiliar na execução de certos pormenores nos trabalhos e existe uma grande variedade de formas.


   Cortadores em Plástico                      Cortadores em Metal

   Cortadores com Injector


EXTRUSORA:

Ferramenta de grande utilidade que auxilia na execução de tiras de massa uniformes com variados aspetos, conforme os discos que lhe fazem conjunto. Eu pessoalmente prefiro o modelo de rosca em vez do modelo que se pressiona porque se exerce menos força. É um pouco mais cara mas vale o investimento na hora de trabalhar porque facilita muito em esforço, além da maior variedade de discos. Um dos exemplos onde uso esta ótima ferramenta é para fazer cabelos. Existem conforme se vê na imagem, diferentes tamanhos de círculos (para tiras de cabelo em rolo) e retângulos (para tiras de cabelo em fita) e que uso para os diferentes modelos e espessuras de cabelo.

      Extrusora de Rosca                    Extrusora de Pressão


LAMINAS DE CORTE:

Quaisquer dos exemplos apresentados nas imagens são de utensílios de corte. Uns serão melhor para cortar grandes quantidades de massa, outros para fazer feitios enquanto cortam, uns ajudam a cortar pormenores e outros ainda mais precisos para contornos. Mais uma vez a escolha deverá ser feita em função do trabalho, não sendo por isso necessário ter todos estes utensílios. Uma simples faca de cozinha alongada e com uma ponta aguçada poderá ser uma ajuda bastante prática.


TESOURAS:

As tesouras são igualmente de grande utilidade. Eu não dispenso um modelo mais pequeno de pontas para os pormenores e uma mais comprida para cortes mais longos. Existem igualmente tesouras artesanais que cortam fazendo diferentes feitios o que permite um ótimo acabamento em certos trabalhos.
Colas:

Para unir duas peças de Biscuit use a própria cola para fazer a massa ou uma cola branca extra forte comprada em lojas de materiais de construção.


Pinceis:

Existem no mercado uma grande variedade de pinceis sendo a sua escolha condicionada a cada projecto de trabalho. Deixo-vos aqui alguns exemplos e respectivas explicações ( retirado do site: http://www.blogpintura.com.br )


Linha Acabamento
Pincel Ref. 402, número 0 – Pincel liner, para linhas finas a médias e acabamento: cílios, contornos finos, olhinhos.
Linha Natural
Pincel Ref. 446, número 14 – Pincel chato, para preenchimento; ótimo para fazer linhas contínuas e largas, para xadrex ou listrados.
Linha Vermelha
Pincel Ref. 475, número 10 – Pincel redondo pequeno, para pintura de olhos em bonecos maiores e linhas de espessura média;
Linha Azul
Pincel Ref. 488, número 10 – Pincel redondo chanfrado. Usa-se na pintura com batidinhas, dá efeito de textura;
Linha Natural – Cerda alvejada
Pincel Ref. 455, número 12 – Pincel chato, para preenchimento;
Pincel Ref. 462, número 12 – Pincel redondo para contornos grossos;
Linha Laranja
Pincel Ref. 327, número 10 – Pincel chanfrado, para sombras.
Para além dos exemplos que aqui vos deixo como indicação de alguns dos utensílios que nos podem ajudar, podem igualmente usar outros caseiros e da vossa imaginação, desde que sirvam para facilitar o trabalho na hora da sua execução.
São exemplos disso os palitos, as tampas de frascos, de garrafas, de bisnagas, os cotonetes (limpar alguns pormenores na peça), tampas de caneta, etc. 


Para a próxima aula publicarei um vídeo de um passo a passo com a execução de um trabalho. Todos aqueles que tem acompanhado as noções básicas para trabalhar a massa Biscuit estarão aptos para acompanha-lo e tentarem reproduzi-lo em casa. Espero que se divirtam... até breve,

Astride

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

3ª Aula - Tingir a Massa Biscuit ou Porcelana Fria

Olá a todos,

De volta ao espaço do Blog, vou dar continuação aquelas informações essenciais para quem queira iniciar o Biscuit e fazer alguns trabalhos sozinho. Falamos na última aula de como fazer a massa Biscuit. Quero no entanto dizer-vos que para além de poderem fazer em casa como indiquei, também podem comprar já feita em lojas ligadas a artigos de artesanato. Eu comecei por faze-la mas à medida que fui tendo mais pedidos de trabalhos para vender, precisei de maiores quantidades e optei por compra-la. Foi por isso uma opção mais cómoda já que poupa-me muito em tempo, mas fica ao critério de cada um. Aqui na Suíça para além de não se encontrar muito a massa Biscuit à venda, recomendo que a façam porque sai cara, por isso também optei por traze-la de Portugal onde o preço ainda compensa. Para quem opte por comprar recomendo duas marcas que considero muito boas; a POLYCOL que uso nas minhas peças e a "FOX".
















A massa já feita existe num tom natural ou num leque variado de cores. Apesar de parecerem iguais há que ter atenção porque a massa natural é transparente sendo que a branca já tem o pigmento da cor. Quer compre feita ou tinja a massa em casa, deve sempre adicionar um pouco de branco para obter um tom mais opaco nos tons mais claros e não correr o risco de ficar com um trabalho de tonalidade transparente, depois de seco. Para tons mais fortes não é necessário. A massa Biscuit existe à venda em pacotes de 1kg ou conforme as marcas, em embalagens mais pequenas que podem variar o peso (500g250g e 100g). 

O próximo passo será então falar da coloração da massa que como vimos pode ser comprada já com cor ou pode ser feita a cor desejada.
No meu caso pessoal como costumo combinar os tons das roupas com a cor dos meus acessórios eu mesma faço as cores na massa natural de compra.




Algumas ideias de tintas e corantes usados para colorir a massa Biscuit

. A tinta para pintura em tela, sendo as mais comuns a acrílica e a óleo. A tinta acrílica exige certos cuidados porque faz com que a massa resseque mais rapidamente, já a tinta a óleo não tem esse problema, além de facilitar se você quiser tons mais fortes, essas tintas têm tons muito variados e bonitos.

. Tinta para tecido, que é feitas à base de água, portanto dependendo da textura da massa não use muita tinta para tecido ou outro tipo de tinta à base de  água em demasia, porque pode amolecer muito a massa. É mais recomendada para tons pastel

. A tinta de guache também ela à base de água produz os mesmos resultados da tinta de tecido sendo que é mais barata.


       Tinta PVA ou Latex                                                                                    Corante para tinta de parede
. Tinta PVA ou Latex para artesanato também ela à base de água é utilizada para dar acabamentos em peças de madeira, mdf, gesso, mas funciona bem no tingimento da massa Biscuit.

. Corantes usados para tingir tinta de parede  à base de água e que se encontram à venda em   qualquer loja de material de construção. São muito bons na obtenção de tons fortes como o preto e o vermelho. Aqui na Suíça uso muito estes corantes com excelentes resultados nas cores obtidas. Podem ser adquiridos como "Peinture Colorante" 250 ml - na loja Hornbach




Corante em pó - Envolvem-se muito bem na massa e com grande rendimento. Existem várias cores disponivos, não suja as mãos mas não é aconselhada se a massa estiver um pouco dura pois fica muito difícil de misturar além de que a resseca mais...
   
. Corante em Gel - É optimo para tingimento de Biscuit, as cores são muito bonitas e não resseca a massa.








. Corantes alimenticios em gel - Usado para culinária em fondants, pasta americana, glacês, entre outros, também tinge muito bem a massa Biscuit.


. Para dar um aspecto diferente á massa na sua aparência, pode usar-se  a Tinta Craquelê e que é usada para acabamento sobre superfícies largas e lisas, fazendo o biscuit ficar como se estivesse com rachaduras. 


Tenha em conta alguns aspetos quando colorir a massa: 

. Calcule bem a quantidade de massa de uma mesma cor, para não correr o risco da não ficar exatamente a mesma tonalidade, caso tenha de fazer mais.
Por outro lado não tinja grandes quantidades de massa e que possa sobrar porque a massa tingida tem menos durabilidade.
. Tenha em atenção a cor da massa que deseja obter porque depois de seca ela fica sempre 2 a 3 tons mais escura. Eu geralmente retiro de cada cor uma pequena amostra (uma bolinha pequena e que espalmo para secar mais rapidamente). Isto permite-me saber exatamente a cor que vou obter na peça depois de totalmente seca e deste modo corrigir o tom para mais claro ou mais escuro antes da execução do trabalho.
. A massa Biscuit dependendo do produto que utilizar para lhe dar cor e desde que bem embalada, pode durar em perfeitas condições entre 20 a 45 dias.

Para a próxima aula falarei de algumas ferramentas e utensílios de grande utilidade quando trabalhamos com o Biscuit. Até breve...